sábado, 3 de novembro de 2007

FOTO SÃO JOÃO


João Braz da Silva, 70 anos, fotografa os festejos pelo Brasil há aproximadamente 47 anos. Natural de Lagoa dos Gatos, Pernambuco, se criou em Juazeiro do Norte, para onde foi com os pais aos quatro meses de vida.
Encostei em sua tenda-estúdio na verdade para conversar com Isaías, que era quem estava fotografando os romeiros e eis que seu João ficou ali, rodeando a conversa. Passei a fitá-lo com mais atenção, pois ele me olhava como se me conhecesse ou então como se eu devesse conhecê-lo. Perguntei: o senhor não trabalhava em Bom Jesus da Lapa? A resposta veio afirmativa e pensei ter desvendado o pequeno mistério, mas seu João fez questão de que eu soubesse mais e começou a contar. João Braz da Silva é o homem, fotógrafo de verdade, que emprestou todo o seu equipamento e assumiu o papel de fotógrafo lambe-lambe no filme Central do Brasil, de Walter Sales. Aproveitei para sanar uma dúvida que me perseguia: em que raio de romaria foi rodada a cena, para mim uma das mais marcantes do filme? Foi então que seu João me explicou que a cena foi filmada em Cruzeiro do Nordeste, pequena cidade pernambucana, e que igreja, santuário e tudo o mais foram cenários erguidos pela produção. "Aquela romaria não existe, meu filho".

2 comentários:

cristina Pereira disse...

Cê já foi ao CTN aqui em SP?
Devia ir! É o Nordeste no bairro do Limão!

Marcello Vitorino disse...

Pois o Nordeste é mesmo aqui em São Paulo, Criz, não tenha dúvidas! Um grande amigo e excelente fotógrafo, o Tiago Queiroz, ameaçou um ensaio fotográfico justamente sobre isso e, se não me engano, começou pelo CTN. Espero que ele retome isso e leve a cabo, pois dá pano pra manga essa prosa...